matheus natan

Brasília 60 Anos

Em 2020, Brasília completou 60 anos. Se Brasília tivesse um carro (opa, e não é que tem?) ela poderia estacionar em vaga para idosos. Mas idade não define nada. A cada dia que passa, Brasília exala mais juventude, luz, evolução, inovação… Uma cidade grande como a nossa não poderia se tornar sexagenária sem uma marca para comemorar, não é mesmo?

Antes, é importante saber um detalhe bem interessante da nossa cidade que passa desapercebido. Aqui, temos quatro escalas, que existem para demonstrar que Brasília é uma cidade grande. Para grandes pessoas, grandes sonhos, grandes evoluções.

  • A Escala Monumental está representada pelo Eixo Monumental e Esplanada dos Ministérios.
  • A Escala Residencial está representada pelas superquadras.
  • A Escala Gregária está representada nos famosos setores, como os setores Hospitalar, Bancário e Comercial.
  • Por fim, a Escala Bucólica é a escala que transita entre as outras. Está representada pelos espaços para descanso, convívio, como praças e parques.

Assim como os setores da escala gregária, o macro está no micro, e vice-versa. Cada pequeno detalhe tem grande importância na formação do todo. Nessa proposta de marca, as letras funcionam como pequenos setores. Sozinhos não costumam ter tanta potência, mas quando colocados juntos, se tornam algo grandioso.

Quando se pensa em monumentalidade, a arquitetura brasiliense logo explode na mente. Ela consegue contextualizar a magnitude em seus monumentos. Retas e curvas dançam em extrema harmonia, tornando-se uma catedral, um palácio do Planalto ou um museu nacional, por exemplo.

A união de monumentalidade e modularidade traz a marca comemorativa 60 anos de Brasília em Módulos à vida. Aprecie cada detalhe desse manual.

Conceituação da marca

O desafio da marca é ser modular e monumental ao mesmo tempo. A marca é modular pois todos os caracteres têm medidas x por x, ou seja, são quadradas, com exceção do “í”, que tem medidas 1,5x por x. A monumentalidade entra na marca na transcrição dos monumentos da cidade em caracteres.

As curvas agudas do B representam uma pilastra do Palácio da Alvorada cortada ao meio..

As retas e curva do R representam o Congresso Nacional visto de perspectiva.

A curva do A representa os arcos do Palácio do Itamaraty.

O S representa as cúpulas do Senado e Câmara dos Deputados.

O Í e I representam a Catedral.

O L representa um corte da curva da pilastra do Palácio do Planalto.

O selo de 60 anos também possui medidas x por x. Foi utilizada tipografia pois um dos quesitos a ser atingidos é a legibilidade. O objetivo principal da marca é expressar os 60 anos da capital de forma clara.

Marca

Versões horizontais

A marca possui duas versões. Uma horizontal e uma vertical. Elas têm pequenas diferenças entre si. A versão horizontal conta com o selo de 60 anos localizado à direita da assinatura.

Ela tem três principais distinções, sendo uma em sua cor original (Céu de Brasília), versão preta para utilizações sobre fundo branco e uma versão em negativo (ou branco) para utilizações em aplicações com fundos escuros.

A união do último A com o selo de 60 anos traz a impressão de algo que está avançando para a frente, uma sensação de tridimensionalidade.

Versões Verticais

As assinaturas verticais servem para serem utilizadas em aplicações em que uma assinatura horizontal se torna inviável. A sua utilização depende exclusivamente do projeto. Como dito anteriormente, ela conta com três cores principais: Céu de Brasília, preto e negativo (branco).

Versões compactas

As assinaturas compactas (ou quadradas) servem para serem utilizadas em aplicações em que uma assinatura horizontal ou vertical se torna inviável.

Ela pode ser empregada em módulos, assim como cada letra. A única diferença nessa assinatura é que o acento do “i” se funde com o “R”

Ela também conta com três cores principais: Céu de Brasília, preto e negativo (branco).

Paleta de Cores

A marca utiliza 4 cores em sua composição. São elas: branco, preto, Céu de Brasília e Brasília Amarela.

Tipografia

A tipografia escolhida foi a fonte Poppins, com variações em light, itálico, regular, negrito e black.

Usos Incorretos

Esse manual ensina como usar a marca corretamente, porém em alguns casos o responsável por aplicar a marca pode se esquecer e acabar cometendo alguns erros no uso, como os mostrados nessa página. Vale lembrar que qualquer uso que não os descritos nesse manual são considerados incorretos.

Aplicação em ambientes diversos